Ouvidoria 0800-642-4800

27 de Março 2017 Pitaya: curiosidade levou família investir na produção

Além de ter valor no mercado, contribuir com a diversificação da propriedade e ser uma fruta saudável, a pitaya chama atenção pela beleza. Apesar disso, não é uma fruta muito conhecida. Tanto que despertou a curiosidade de seu Santelino dos Santos Casagrande, associado da Cresol Jacinto Machado. Ele “descobriu” a pitaya em um município vizinho, através de um produtor que trouxe de São Paulo há sete anos. Quando esse produtor colheu os primeiros frutos divulgou em jornais da região e internet. Santelino viu, se interessou, foi até a propriedade, conseguiu algumas mudas e iniciou o plantio em sua propriedade.
Atualmente, depois de cinco anos cultivando pitaya, são 850 pés da fruta na propriedade de Santelino. A família cultiva a espécie da polpa branca, a pitaya da polpa rocha, amarela da polpa branca e a pitaya do serrado. Segundo o produtor, entre essas espécies as características são diferentes. Muda o formato da planta, da folha, do fruto e o sabor.
No ano passado a família colheu sete toneladas de pitaya e neste ano a estimativa é colher 10 toneladas. “Essa cultura em termos de mão de obra não exige muito, não usamos defensivos agrícolas, não dá muito trabalho. Se adaptou muito a região. É sensível a geada muito forte, mas como aqui na nossa região não costuma dar geada muito forte conseguimos produzir. Uma geada tolerável ela resiste bem”, explica seu Santelino. Ele contou com o apoio dos irmãos que também acreditaram na ideia e trabalham juntos. Quem também aceitou a ideia pela curiosidade desta fruta exótica foi o pai de Santelino que trabalha a 40 anos com bananicultura. Agora além das bananas e do cultivo de arroz, a família tem outra fonte de renda com as pitayas.
Com um ano de idade o pé de pitaya já produz alguns frutos, mas uma boa produção necessita de aproximadamente três anos. Segundo seu Santelino, a fruta tem vários benefícios à saúde. Ela é rica em antioxidante, auxilia muito no sistema digestivo, a semente dela contém ômega 6 e é muito saudável para saúde.  É regulador intestinal, além disso, é uma fruta usada em dietas de emagrecimento.
Nativa das florestas tropicais da América Central e do Sul, a pitaya é um fruto com sabor adocicado e chama atenção pela beleza das cores e flores.  No Brasil a produção ainda é pequena, sendo encontrada principalmente na região de Catanduva, em São Paulo, mas tem despertado interesse em outras regiões. O início do cultivo no país, segundo dissertações e artigos, foi na década de 1990 em São Paulo. A fruta também pode ser utilizada em sucos, geleias, sorvetes, in natura, entre outros.
 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Cresol Central SC/RS

Receba novidades por e-mail