Ouvidoria 0800-642-4800

27 de Dezembro 2018 Cresol Itatiba do Sul inaugura PA em Vacaria

A Cresol Itatiba do Sul inaugurou seu primeiro Posto de Atendimento no dia 21 de dezembro no município de Vacaria no Rio Grande do Sul. O mesmo possui mais de 61 mil habitantes, tendo como principal atividade econômica a fruticultura. O município é o maior produtor nacional de maçãs. A produção de grãos está em segundo lugar. Também são destaques na economia do município a pecuária, a produção de pequenas frutas, o comércio e a prestação de serviços.

A Cresol Itatiba do Sul, localizada no Norte do Rio Grande do Sul, foi fundada em 2003 com o objetivo de levar o crédito do Pronaf a agricultores que não tinham acesso a esses recursos. Apesar de nascer voltada para atender as demandas da agricultura familiar, atualmente a Cooperativa está voltando seu trabalho também para outras categorias de trabalhadores e público em geral que buscam na Cresol um diferencial no atendimento e no modo de trabalhar o crédito e outros produtos e serviços.

O diretor - presidente da Cresol Itatiba do Sul, Paulo Cezar Mioto, comentou que em junho de 2017 iniciaram as conversas para a inauguração do PA. Ele ainda salientou que a Cresol vai “na contra mão do processo”. “Nós da cooperativa não precisamos ficar ricos, sobrar tanto dinheiro, a cooperativa para se manter/sobreviver não tem necessidade de explorar. Então viemos com esse intuito com uma Cooperativa de Crédito Solidário. Eu acredito que quando vocês vierem para a Cresol, conhecerem a Cresol não vão querer outro banco”, enfatizou o diretor. “A cooperativa tem todos os produtos e serviços que os bancos tem, só que com o diferencial de não cobrar taxas e ainda no final o que sobrou volta para o associado”, finalizou Mioto.

O diretor de Formação da Cresol Central, Rivaldo Ferron disse que é uma satisfação para o Sistema Cresol Central SC/RS acolher Vacaria e região no Sistema que tem mais de 140 mil sócios. “Temos um desafio de garantir que a Cooperativa de Crédito Solidário continue sendo Cooperativa de Crédito de Economia Solidária. Parece óbvio, mas há cooperativas que nascem com os pequenos, só que crescem e se distanciam dos trabalhadores, tornando-se um Sistema muito parecido com o convencional”, comentou. Segundo ele, a Cresol tem a missão de fazer com que o dinheiro sirva para melhorar a vida dos trabalhadores. “A legislação nos empurra para o lado convencional e nós estamos com esse debate. É dever nosso questionar, chamar parceiros para debater o Sistema, ou seja, movimentos sociais e sindicais, universidades e outros”, acrescentou. Quanto a Vacaria ele desejou que se construa um sistema de crédito justo que possa atender as necessidades, gerar melhor qualidade de vida para os associados e que esses possam sugerir, participar, ajudar a continuar construindo o Sistema Cresol.

A representante da Base Alto Uruguai, a diretora-presidente da Cresol Planalto Serra, Rosane Dalsoglio, destacou que a Cresol nasceu com muita dificuldade, mas também com muita esperança. “Esperança daqueles agricultores que estavam fora do crédito e a Cresol veio para suprir essa necessidade. Muitas pessoas no início diziam que a Cresol iria quebrar em um ano porque era administrada pelas mãos de agricultores. Imagine quando era uma agricultora mulher, a desconfiança era ainda maior. Porém, a gente mostrou como o agricultor familiar tem capacidade, tem condições sim, de administrar uma cooperativa de crédito”, assinalou. Atualmente a Base Alto Uruguai conta com sete Cooperativas, mais de 40 Postos de Atendimento e mais de 40 mil associados. “Portanto, mostramos que a Cresol está aí para atender bem e vocês tem o privilégio de ter essa Cooperativa de Crédito Solidário aqui em Vacaria que trata diferente as pessoas. O nosso capital social principal é o nosso associado”, finalizou Rosane.

Conforme o Bispo-emérito de Vacaria, Dom Orlando Doti, enfatizou que a igreja está no início das cooperativas do Rio Grande do Sul. “As cooperativas tem um princípio fundamental que é a solidariedade e se defrontam com um Sistema para dar condições de vida àqueles que certamente não teriam vez dentro do grande capital do mundo de hoje. Então a solidariedade entre os pequenos faz com que cresçam e se tornem cidadãos. As cooperativas projetam a pessoa humana e isso também faz parte do trabalho da igreja. As cooperativas são fundamentais para a promoção da dignidade da pessoa humana”, finalizou Dom Orlando Doti.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Cresol Central SC/RS

Receba novidades por e-mail