Ouvidoria 0800-642-4800

09 de Maio 2019 Cresol incentiva família a trabalhar com artesanato utilizando sementes crioulas

 

A família de Fátima Bucker da comunidade de Linha Vista Alegre, interior de Romelândia/SC, é guardiã de sementes crioulas e trabalhava com artesanato em palha de milho. No ano passado, através da Cresol, foi desafiada a realizar trabalhos com sementes, quando produziram mais de 200 quadros para o Seminário Internacional de Cooperativismo de Crédito Solidário.  A partir desse momento, muitas portas se abriram para a família. “Agradeço a Cresol por abrir as portas para nós e de jeito algum vamos parar de trabalhar com sementes crioulas.  Queremos incentivar ainda mais as pessoas que nos visitam e continuar protegendo as sementes.  Para nós, as sementes são de grande valia, pois além da alimentação mostrou para nós que podemos fazer belos artesanatos”, relata Fátima.

Fátima enfatiza que é um privilégio imenso trabalhar com a Cresol. Ela não conhecia o Sistema, mas após esse contato ela afirma: “pretendo fazer parte sempre dessa família”. Segundo ela, após produzir os quadros de sementes para o Seminário, muitas pessoas entraram em contato com a família, enviaram mensagens, enfim, apareceram novas oportunidades. “Por isso, a Cresol vai ficar na nossa família por muitos anos. Confiou em nosso trabalho, nos desafiou e conseguimos cumprir esse desafio”, relata. Após o contato com a Cresol para a elaboração de um novo tipo de artesanato, a agricultora conta que no âmbito financeiro contribuiu para a realização de alguns desejos e estabilidade financeira da família. Além disso, fortaleceu a relação familiar das pessoas que participaram da produção e possibilitou o contato com novas sementes que não havia na propriedade e que a família teve que ir em busca, além de é claro, a possibilidade de trabalhar com as sementes que já existiam na propriedade e que eles são guardiães.

Os agricultores familiares denominados guardiões de sementes crioulas se dedicam a manter saberes tradicionais e o patrimônio genético dessas sementes históricas da agricultura. Além de resgatar e preservar as sementes, isso também mantém as práticas agroecológicas e a autonomia do agricultor diante dos pacotes tecnológicos de grandes empresas que trabalham com agrotóxicos, transgênicos, entre outros.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Cresol Central SC/RS

Receba novidades por e-mail