Ouvidoria 0800-642-4800

17 de Fevereiro 2020 Negritude em Pauta: novo projeto da Cresol Central SC/RS

 Costumeiramente ouvimos expressões como “lista negra”, “ovelha negra”, “gato preto dá azar”, entre outras, que reforçam as discriminações e os preconceitos de uma sociedade enraizada com o racismo. Com o objetivo de combater o preconceito e a discriminação racial, promovendo o respeito e a igualdade, a Cresol Central SC/RS está desenvolvendo neste ano de 2020 o projeto Negritude em Pauta. O mesmo ainda busca proporcionar espaços de reflexão sobre a presença negra nos locais em que a Cresol Central está inserida; promover o enfrentamento ao racismo e todas as formas de discriminação; realizar ações enquanto Cresol Central que contribuam para um mundo mais justo e igual; e fomentar o acesso de negros/as aos espaços de poder na Cresol Central SC/RS.

            Estão previstas no projeto gravações de podcasts, vídeos, matérias, atividades com debates sobre o tema, entre outras ações. Os associados da Cresol e público em geral poderão acompanhar o projeto através do site http://bit.ly/negritude-em-pauta. Neste endereço também estão disponíveis dicas de leituras sobre os temas divulgados. Você pode contribuir com o mesmo, com dicas, sugestões ou críticas através do e-mail comunicacao@cresolcentral.com.br.

O nome do projeto “Negritude em Pauta” visa colocar em visibilidade a cultura e a resistência negra, no enfrentamento ao racismo, valorizando também a identidade negra. De acordo com o historiador Petrônio Domingues, em seu artigo “Movimento da Negritude: uma breve reconstrução histórica”, o termo negritude possui um caráter político, ideológico e cultural. “No terreno político, negritude serve de subsídio para a ação do movimento negro organizado. No campo ideológico, negritude pode ser entendida como processo de aquisição de uma consciência racial. Já na esfera cultural, negritude é a tendência de valorização de toda manifestação cultural de matriz africana” (2005, p.2).  Para Domingues, a ideologia da negritude foi antes de tudo, “um movimento de resgate da humanidade do negro, o qual se insurgiu contra o racismo imposto pelo branco no contexto da opressão colonial”. 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Cresol Central SC/RS

Receba novidades por e-mail