Ouvidoria 0800-642-4800

29 de Abril 2021 Cresol Central realiza Seminário Institucional on-line

 

A Cresol Central SC/RS realizou nesta quarta-feira (28/04) o tradicional Seminário Institucional, mas de forma on-line, devido aos cuidados com a Covid-19, reunindo aproximadamente 150 pessoas. O tema deste ano foi “O desafio do Cooperativismo de Crédito no contexto da pandemia e pós- pandemia”, com assessoria dos professores José Martins dos Santos e Antônio Inácio Andrioli.

            Martins abordou sobre os desafios socioeconômicos para o cooperativismo de crédito solidário e popular no contexto da pandemia. Para ele, a cooperação e o crédito solidário devem ser usados como estratégia para enfrentar a desigualdade social, de raça e gênero. Entre os macrodesafios mencionados por ele está o desenvolvimento rural diante do futuro e melhorar o bem - estar das populações rurais.

Já Andrioli explanou sobre os desafios e perspectivas para a agricultura familiar e ao cooperativismo de crédito no contexto de pandemia. Para o professor e pesquisador, a esperança está na agroecologia. “Estamos mudando nossos hábitos alimentares nesta pandemia. Estamos com mais tempo para cozinhar, preparar uma alimentação saudável e comprar direto do agricultor”, analisou. Segundo ele, a produção orgânica aumentou 30% com a pandemia. Essa preocupação com a qualidade de vida e a saúde é o potencial de resistência da agricultura familiar para Andrioli.

O professor explanou desde a modernização conservadora da agricultura – que alguns chamam de Revolução Verde, mas para Andrioli de “Verde” não te mada -  que gerou a mecanização, o uso da química e dos progressos da biologia até as consequências dessa mudança. Entre elas, o aumento de custos de produção aos agricultores, concentração da propriedade da terra, exôdo rural e destruição de recursos naturais, que para ele é a causa da pandemia. Por isso defende a construção de um novo projeto de agricultura, com ênfase na produção agroecológica. O pesquisador acredita que ela pode dar certo porque diminui os custos de produção, preserva os recursos naturais, tem maior produtividade a longo prazo, proporciona melhor qualidade de vida/auto-consumo, entre outros. Para isso é preciso encarar alguns desafios, entre eles, o fortalecimento da agricultura familiar, organização de mercados institucionais e o acesso a meios de produção e crédito.

O diretor de formação da Cresol Central, Ilário Teczak, avaliou o seminário de forma positiva, com excelente participação e envolvimento de diretores e funcionários. “Os dados trazidos pelo Martins e Andrioli nos fazem refletir um pouco mais sobre a nossa atuação. A Cresol precisa continuar o seu trabalho da mesma forma, mas sabemos que a pandemia mudou muitas coisas, precisamos planejarmos diferente. Já estamos nos readequando, mas precisamos continuar”, frisou. “Dessa vez foi apenas meio dia de seminário, mas os dois painéis foram muito importantes com dados e reflexões do nosso contexto”, finalizou.

 

 

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Cresol Central SC/RS

Receba novidades por e-mail